Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Começa entrega de 108 mil kits de alimentação escolar
Início do conteúdo da página

Começa entrega de 108 mil kits de alimentação escolar

Criado: Segunda, 13 de Setembro de 2021, 18h50 | Publicado: Segunda, 13 de Setembro de 2021, 18h50 | Última atualização em Segunda, 13 de Setembro de 2021, 18h50

Prefeitura segue com cronograma de entregas mesmo após retorno presencial das aulas; nesta remessa, mesmo os alunos que voltaram presencialmente têm direito aos alimentos

alimentaçãoA Prefeitura de Goiânia iniciou nesta segunda-feira (13/9) a entrega de 108 mil kits de alimentação escolar para todos os alunos matriculados da rede municipal de ensino. Mesmo após o retorno, os alimentos continuarão a ser entregues às famílias.

Os kits começaram a ser distribuídos pela Secretaria Municipal de Educação (SME) no início da pandemia, assim que as aulas presenciais foram suspensas, como forma de não desassistir as famílias que contam com a merenda escolar como parte fundamental da nutrição diária. Para isso, foi disponibilizado recurso do Fundo Nacional de Desenvolvimento Escolar (FNDE). Cada unidade é responsável por montar os cronogramas de entregas aos pais, de forma escalonada para não gerar aglomeração, e a orientação é que os familiares aguardem o contato da instituição.

A Escola Municipal Marechal Ribas Junior, localizada na Vila Redenção, abriu a instituição logo cedo para dar início às entregas. A escola atende cerca de 180 crianças, de forma integral, na faixa etária de 6 a 10 anos. Quem aproveitou para retirar o kit pela manhã foi Isaque Carlos, de 43 anos, pai do pequeno Gustavo, de 9. Ele conta que, apesar do retorno presencial, prefere que o filho ainda fique estudando em casa e destacou a importância da manutenção das entregas.

“Meu filho de 9 anos estuda aqui e está só no sistema remoto ainda. Para nós, continuar com a entrega dos kits mesmo depois de voltar as aulas, é uma força, um ganho a mais. Do jeito que está a pandemia, com serviço difícil e salário abaixando, é essencial. Prefiro que o Gustavo permaneça em casa, enquanto temos essa opção”, disse o motorista.

Na lista de itens que estão sendo entregues às famílias estão alimentos como arroz, feijão, macarrão, farinha de milho flocada, leite e sardinha. Os repasses seguem todos os protocolos de prevenção à Covid-19, são acompanhados pela Superintendência de Gestão da Rede e Inovação Educacional da SME e se estendem até o dia 24 deste mês.

Preocupação permanente

Desde o início do ano, a gestão municipal já investiu mais de R$ 14 milhões no programa e disponibilizou 540 mil kits de alimentação escolar. Segundo o prefeito Rogério Cruz, o projeto é fundamental para garantir que as famílias vivam com mais dignidade. “Por isso, a continuidade desse programa é tão importante. Com o retorno das atividades presenciais em um formato híbrido e escalonado, muitas crianças ainda passam semanas alternadas em casa. Neste cenário, o poder público tem que cuidar de quem está em sala de aula e de quem está em casa”, afirma. 

No primeiro semestre, a SME realizou três entregas dos kits de alimentação. Agora, a previsão é de que cinco remessas sejam realizadas pelas instituições de ensino. Para os próximos meses, a pasta ainda avalia os critérios técnicos para a distribuição dos itens.

Núbia Alves e Thiago Araújo, da Editoria de Educação

Fotos: Luiz Fernando Hidalgo

registrado em:
Fim do conteúdo da página