Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Boletim Coronavirus > Programa Conexão Escola é aprovado pelo Ministério Público e conselhos de classe
Início do conteúdo da página
Coronavirus

Programa Conexão Escola é aprovado pelo Ministério Público e conselhos de classe

Projeto da Educação Municipal de Goiânia foi apresentado durante reunião virtual realizada nesta quinta-feira, 9

  • Criado: Sexta, 11 de Setembro de 2020, 01h41
  • Publicado: Sexta, 11 de Setembro de 2020, 01h41
  • Última atualização em Sexta, 11 de Setembro de 2020, 14h14

AVAHO programa Conexão Escola, projeto guarda-chuva desenvolvido pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), recebeu avaliação positiva do Ministério Público e conselhos de classe. Em reunião virtual realizada nesta quinta-feira, 9, o titular da pasta, professor Marcelo Costa, apresentou todas as estratégias desenvolvidas pela Secretaria para o atendimento pedagógico aos mais de 107 mil alunos da Rede Municipal. Além do MP-GO, participaram da conferência membros dos Conselhos Municipal e Estadual de Educação e União Nacional dos Conselhos Municipais. 

O Conexão Escola constitui projeto iniciado em abril para atendimento aos alunos da Rede Municipal de Ensino (RME). Dinâmico, o AVAH apresenta conteúdo pedagógico obrigatório de forma criativa, além de flexibilizar o acesso do aluno às atividades. Na expositiva, Marcelo Costa destrinchou toda a trajetória percorrida pela SME desde o início da pandemia, detalhando as etapas de construção do programa, desde o lançamento do ChatBot para as famílias até o Ambiente Virtual de Aprendizagem Híbrida (AVAH), passando pela plataforma e programa televisivo Conexão Escola. 

Durante a fala, Costa foi questionado pelas entidades reguladoras sobre a funcionalidade de cada ferramenta, permissões para contato entre aluno e professor, bem como conteúdo e facilidade  de acesso. O dirigente demonstrou a responsividade dos dois ambientes virtuais, tanto a Plataforma quanto o Avah, apresentando as principais funções de cada um (atualizações semanais, mural do aluno, vídeos e propostas de atividades, fórum e mensagens). Outro questionamento apresentado foi quanto ao atendimento aos alunos sem internet, quantitativo que representa cerca de 15% do corpo discente. 

O titular da pasta detalhou o processo de produção do programa televisivo, totalmente estruturado por equipes da própria Secretaria. De maio a junho, foram 105 programas inéditos produzidos em dois canais de televisão aberta, processo que segue também pelo segundo semestre. Da mesma forma, o secretário municipal assegurou que “tanto o portal Conexão Escola quanto o AVAH são ambientes desenvolvidos pela SME, sem aquisição de produtos terceirizados, nos adequando à realidade dos nossos alunos”. O mesmo acontece com o ChatBot, ampliado para orientação pelo Telegram a educandos e professores.    

Uma das preocupações apresentadas pelos conselheiros municipais perpassou a formação dos profissionais de Educação. A isso, Marcelo Costa relembrou o SME em Conexão, curso disponibilizado pelas Diretorias Pedagógica e de Administração Educacional aos 11 mil professores da Rede. Os módulos foram pensados de forma a viabilizar que os professores da Rede contribuam, de modo direto, com a elaboração de conteúdo. Ainda, “após a apresentação do AVAH, os educadores passaram por período de ambientação na ferramenta, com suporte do Núcleo de Educação Conectada da SME”, pontuou Marcelo.   

Ao final, a iniciativa recebeu impressões positivas das entidades e órgãos públicos, dando destaque à transparência do processo, estrutura do programa e preocupação com o alinhamento dos conteúdos pedagógicos oferecidos. Avaliação que, de fato, permitiu convite, por parte do presidente da Uncme, Elcivan França, para apresentação aos demais municípios do estado de Goiás.      

Fim do conteúdo da página