Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Notícias > Educação adapta projeto durante pandemia e distribui mudas de hortaliças para alunos
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Educação adapta projeto durante pandemia e distribui mudas de hortaliças para alunos

Projeto Horta Escolar agora é em casa e incentiva crianças e familiares a cultivarem suas próprias hortaliças durante a pandemia de Covid-19

  • Criado: Quarta, 07 de Outubro de 2020, 19h04
  • Publicado: Quarta, 07 de Outubro de 2020, 19h04
  • Última atualização em Quarta, 07 de Outubro de 2020, 19h24

WhatsApp Image 2020 10 07 at 16.15.31A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) tem adaptado diversos projetos neste período distanciamento social. O Projeto Horta é um deles e, adaptado para o Horta em Casa, tem dado excelentes resultados. A distribuição de mudas de hortaliças para alunos de instituições de ensino municipais da Capital é feita juntamente com a entrega do Kit Merenda e, mensalmente, são 10 mil mudas distribuídas pelas instituições contempladas.

O projeto foi retomado em agosto e, para outubro, prevê a distribuição de 30 mil mudas, entre elas, alface, pimenta, acelga, couve, manjericão, jiló, entre outras. As unidades escolares, já cadastradas, estão recebendo a ação, dentre eles o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Santa Luzia, escolas municipais Jardim Novo Mundo, Itamar Martins Ferreira, Manoel José de Oliveira, Padre Pelágio, Amélia Fernandes e Padre Lima e outros.

Bianca Braga, mãe dos alunos Vinicius Braga, de 6 anos, e Antônio Neto de 4 anos, do Cmei Santa Luzia, achou a ideia muito criativa, pois, segundo ela, "as crianças interagiram bem e amaram colocar a mão na terra e cuidar das cebolinhas e alfaces que receberam do projeto".

Nina Rodrigues, mãe da Izzi Beatriz Rodrigues, 8 anos, da EM Manoel José de Oliveira, fez o plantio com a ajuda da família, que registrou tudo em fotos e vídeos. Mesmo já tendo o costume de cultivar plantas, Izzi Beatriz teve um interesse maior por se tratar de algo que veio da escola. “Quando ela acorda, já pergunta se a plantinha dela tá bonita e vai lá colocar água”, conta Nina.

A pequena Nicolle Celestino de 5 anos, aluna da educação infantil da EM Manoel José de Oliveira, também gostou do projeto e, junto com a família, aumentou a horta em casa plantando alface e cebolinha. Michelle Celestino, mãe de Nicolle, destacou que, mesmo morando em cima de uma sala comercial, fizeram uma horta na sacada que está bem produtiva. “É bom para os pais verem que não precisa morar em casa para ter horta, é possível fazer também em pequenos espaços”, afirmou.

A Coordenadora Pedagógica do Projeto Horta Escolar, Carmem Machado, relata a importância dessa atividade para o aprendizadoWhatsApp Image 2020 10 07 at 16.20.26 das crianças. Através da experiência de plantar, cuidar, colher e comer um alimento natural, saudável e orgânico, a criança vivencia e constrói diversos conhecimentos, como desenvolvimento sustentável, cuidados com o meio ambiente, alimentação saudável e tantas outras questões pedagógicas.

“Diante de inúmeros relatos que recebemos, percebemos o quanto essa experiência tem contribuído, especialmente nesse momento em que as crianças não estão indo para as escolas. O cultivar, cuidar das plantinhas todos os dias, proporcionam um momento lúdico e didático e acrescenta muito para o desenvolvimento da criança”, declarou Carmem.

As mudas fazem parte do projeto Horta Escolar, desenvolvido e consolidado nas instituições da rede há muitos anos. O objetivo é que cada família receba três mudas e faça o plantio em casa, com a criança. E as escolas que ainda não participam, podem entrar em contato com a Gerpae e ofertar esta oportunidade para mais alunos da rede.

Adriene Bastos, da Editoria de Educação e Esporte

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página