Ir direto para menu de acessibilidade.
Busca
Página inicial > Notícias > Educação dá início à Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Educação dá início à Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho

Até o dia 31, professores e servidores administrativos terão acesso a temas que envolvem a saúde do trabalhador

  • Publicado: Segunda, 29 de Outubro de 2018, 17h24
  • Última atualização em Segunda, 29 de Outubro de 2018, 17h24


sipat cursoMais de 200 servidores administrativos participaram na manhã de hoje, 29, da abertura da III Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat), no Cine Goiânia Ouro. A ação é organizada pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) tem em sua programação, palestras sobre a prevenção de acidentes, saúde e qualidade de vida do trabalhador.

Os profissionais que atuam nas escolas e centros municipais de Educação Infantil (Cmeis) assistiram palestras sobre como ergonomia, Lesões por Esforço Repetitivo (LERs), Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho (DORTs), câncer de mama, Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e acidentes de trabalho.

Clenilda Ribeiro de Almeida, que trabalha na sala de leitura da Escola Municipal Jesuína de Abreu, receber orientações é muito importante. “Temos que ficar atentos, sobre o uso de equipamentos de proteção, como luva na hora da limpeza, aumentar o cabo do rodo, adaptar a pia e muitas outras coisas”, ressaltou.

Já a funcionária readaptada, Maria das Graças de Souza, auxiliar de secretaria na Escola Municipal Rotary Goiânia Oeste, acredita que o esforço do dia a dia sem a devida orientação, pode agravar os problemas de saúde. “Muitas vezes, as pessoas não escutam que aquela postura errada pode trazer problemas futuros. Estou readaptada por problemas de coluna e sei que o esforço pode agravar”, afirmou.

A fisioterapeuta Mariene de Fátima Ferreira Bittencourt, as doenças relacionadas ao trabalho precisam ser conhecidas. “As LERs e DORTs podem atingir tanto homens e mulheres e evoluir gradualmente de acordo com as funções desempenhadas, não só exclusivamente no trabalho. Além de conhecer o mecanismo de adoecimento, a prevenção é o melhor que temos a fazer”, relatou.


À tarde, o evento continua com mais servidores administrativos. Na terça-feira, 30, o cuidado com a voz e a saúde mental serão os assuntos abordados junto aos professores, além das DSTs e o Câncer de Mama. No dia 31, professores e servidores administrativos que atuam na Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos (Eaja) aprendem sobre primeiros socorros, EPIs e acidentes de trabalho.


Daniela Rezende, da editoria de Educação e Esporte 

registrado em:
Fim do conteúdo da página